Internacional

Equador afirma ter acordo para libertar Assange

COMPARTILHE
6

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta quinta-feira que o governo britânico deu garantias suficientes para que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, deixe a Embaixada do Equador em Londres, onde ele está refugiado desde 2012.

Venezuela/Guaidó: 80% das forças armadas do país rejeitam Maduro

O presidente autodeclarado da Venezuela, Juan Guaidó, o presidente da Colômbia, Iván Duque, e...

Memorando acusa ex-chefe de campanha de Trump de cometer crimes há uma década

Um memorando apresentado neste sábado pelo escritório do conselheiro especial Robert Mueller, que investiga...

Líder norte-coreano Kim Jon Un está a caminho do Vietnã para encontro com Trump

A imprensa oficial da Coreia do Norte informou que o líder Kim Jong Un...

De acordo com Moreno, Londres aceitou não extraditá-lo a nenhum país em que ele corra perigo de vida ou que haja pena de morte. “Está dado o caminho para que Assange tome a decisão de sair (da embaixada)”, disse o presidente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade