Internacional

Equador afirma ter acordo para libertar Assange

COMPARTILHE
4

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta quinta-feira que o governo britânico deu garantias suficientes para que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, deixe a Embaixada do Equador em Londres, onde ele está refugiado desde 2012.

Senado dos EUA aprova resolução para retirar apoio americano à guerra no Iêmen

O Senado dos Estados Unidos ignorou os apelos do governo do presidente Donald Trump...

Liderança republicana diz que paralisar governo dos EUA seria "estúpido"

Número 2 do Partido Republicano na Câmara dos Representantes, Kevin McCarthy afirmou nesta quinta-feira...

Nós precisamos do muro e de segurança na fronteira, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, veiculou um vídeo em sua conta no...

De acordo com Moreno, Londres aceitou não extraditá-lo a nenhum país em que ele corra perigo de vida ou que haja pena de morte. “Está dado o caminho para que Assange tome a decisão de sair (da embaixada)”, disse o presidente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade