Internacional

Equador afirma ter acordo para libertar Assange

COMPARTILHE
9

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta quinta-feira que o governo britânico deu garantias suficientes para que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, deixe a Embaixada do Equador em Londres, onde ele está refugiado desde 2012.

EUA: Trump adota tom ameaçador contra o Irã

São Paulo, 19/05/2019 - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adotou um tom...

Venezuela: Postos de combustíveis em Maracaibo registram longas filas

As sanções dos Estados Unidos contra a Venezuela, grande produtor de petróleo, parecem fazer...

Iraque: Aparente míssil explode em região próxima à embaixada dos EUA

Um aparente míssil explodiu na chamada Zona Verde, região fortemente protegida na capital do...

De acordo com Moreno, Londres aceitou não extraditá-lo a nenhum país em que ele corra perigo de vida ou que haja pena de morte. “Está dado o caminho para que Assange tome a decisão de sair (da embaixada)”, disse o presidente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade