Economia

Monitor do HSBC reportou transações suspeitas da Huawei a promotores dos EUA

COMPARTILHE
6

Um observador apontado pelo governo federal dos Estados Unidos no HSBC Holdings informou sobre transações suspeitas nas contas da Huawei Technologies a promotores que pediram a extradição da diretora financeira da companhia chinesa, afirmaram fontes ligadas ao assunto.

Economia global se enfraquece e pune Bolsas de NY

Os mercados acionários americanos apresentaram perdas expressivas nesta sexta-feira, 14, fazendo com que os...

Novos preços de referência para o diesel sobem em três regiões e caem em duas

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou nesta sexta-feira, 14,...

Petrobras eleva em 2,04% preço médio da gasolina nas refinarias, para R$ 1,6202

A Petrobras anunciou alta de 2,04% no preço médio do litro da gasolina A...

O monitor encarregado de avaliar os controles do HSBC para evitar a lavagem de dinheiro e garantir os controles com sanções nos últimos anos entregou informações sobre a Huawei para promotores federais em Nova York, segundo as fontes. Em 1º de janeiro, autoridades do Canadá prenderam a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, em Vancouver, a pedido dos EUA, por supostas violações das sanções contra o Irã, a medida mais recente contra a gigante do setor de tecnologia.

O HSBC coopera com os investigadores, mas não é alvo no caso da Huawei, disseram algumas das fontes. O banco britânico até recentemente era monitorado formalmente para evitar a lavagem de dinheiro e violações de sanções, no âmbito de um acordo fechado em 2012 com promotores americanos.

Continua depois da publicidade

Em abril, o Wall Street Journal informou que o Departamento de Justiça lançou uma investigação criminal sobre os negócios da Huawei com o Irã, após o país ser alvo de sanções dos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade