Economia

Monitor do HSBC reportou transações suspeitas da Huawei a promotores dos EUA

COMPARTILHE
11

Um observador apontado pelo governo federal dos Estados Unidos no HSBC Holdings informou sobre transações suspeitas nas contas da Huawei Technologies a promotores que pediram a extradição da diretora financeira da companhia chinesa, afirmaram fontes ligadas ao assunto.

A governadores, Salim Mattar diz que União vai ajudar Estados a vender estatais

O secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse hoje a...

Judiciário prepara pacote de medidas para agilizar as recuperações judiciais

Integrantes do Judiciário preparam um pacote de medidas para agilizar o processo de recuperação...

México amplia cota livre de taxação para importar frango brasileiro

/com informações Agência Brasil   O governo mexicano ampliou em 55 mil toneladas a cota livre...

O monitor encarregado de avaliar os controles do HSBC para evitar a lavagem de dinheiro e garantir os controles com sanções nos últimos anos entregou informações sobre a Huawei para promotores federais em Nova York, segundo as fontes. Em 1º de janeiro, autoridades do Canadá prenderam a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, em Vancouver, a pedido dos EUA, por supostas violações das sanções contra o Irã, a medida mais recente contra a gigante do setor de tecnologia.

O HSBC coopera com os investigadores, mas não é alvo no caso da Huawei, disseram algumas das fontes. O banco britânico até recentemente era monitorado formalmente para evitar a lavagem de dinheiro e violações de sanções, no âmbito de um acordo fechado em 2012 com promotores americanos.

Continua depois da publicidade

Em abril, o Wall Street Journal informou que o Departamento de Justiça lançou uma investigação criminal sobre os negócios da Huawei com o Irã, após o país ser alvo de sanções dos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade