Economia

Mercosul quer concluir negociações com UE até março, diz chanceler do Uruguai

COMPARTILHE
10

O Mercosul trabalha com uma aspiração de concluir as negociações do acordo de livre comércio com a União Europeia até março de 2019, disse nesta quinta-feira, 6, o chanceler do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, ao final de uma reunião de ministros das Relações Exteriores do Mercosul realizada no Palácio Itamaraty. Esse prazo corresponde à janela de oportunidade existente antes da mudança do Parlamento Europeu e possível troca de comissários.

'Não vamos liquidar a Gafisa', diz presidente

A nova gestão da Gafisa tem plano de gerar valor para a incorporadora no...

Empresas pressionam por redução dos subsídios que encarecem conta de luz

As empresas estão pressionando para que os subsídios embutidos na conta de luz de...

Representantes de Ghosn resgatam bens em apartamento no Rio de Janeiro

A Nissan informou ontem que representantes do presidente do conselho deposto, Carlos Ghosn, recuperaram...

O chanceler do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, comentou que houve muitos avanços nas negociações nos últimos dois anos. Porém, ainda há pontos em aberto e a reunião teve como objetivo “ajustar posições” no bloco antes da rodada técnica de negociações que se inicia na próxima segunda-feira em Montevidéu.

Novoa disse que esteve com o futuro chanceler, Ernesto Araújo, assim como com o ministro argentino, Jorge Faurie. O uruguaio comentou que a ideia é manter a mesma rota de relacionamento.

Continua depois da publicidade

O futuro governo não tem o Mercosul entre suas prioridades, segundo já afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes. Questionado sobre uma mudança no status do Mercosul, com o possível fim da união aduaneira, Novoa disse que isso será discutido oportunamente.

Lu Aiko Otta
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade