Economia

Mercosul tenta entendimento para levar à próxima rodada de negociações com UE

COMPARTILHE
7

Ministros das Relações Exteriores dos quatro países sócios do Mercosul – Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – estão reunidos no Palácio Itamaraty para acertar posicionamentos comuns a serem levados para a próxima rodada de negociações com a União Europeia, que se inicia no próximo dia 10 em Montevidéu.

'Espinha dorsal da reforma tem de ficar', diz Marinho

Um dos articuladores da reforma da Previdência, o secretário especial de Previdência e Trabalho,...

Proposta para militares deve chegar ao Congresso antes do prazo, diz Marinho

O projeto que muda as regras de inatividade dos militares das Forças Armadas pode...

Oposição venezuelana se prepara para entrega de ajuda humanitária

Líderes da oposição venezuelana se preparam para a entrega de ajuda humanitária à população....

Nessa reta final de entendimentos, os países integrantes do bloco sul-americano têm posições diferentes, por exemplo, em relação ao vinho. Enquanto a Argentina, grande produtora, aceita uma abertura total de mercado, o Brasil quer estabelecer cotas para proteger a produção nacional, realizada majoritariamente por produtores familiares.

Outro tema no qual será buscada uma posição comum é a indicação geográfica de produtos como presunto de Parma e aceto de Módena.

Continua depois da publicidade

Os chanceleres vão discutir quais produtos podem ser aceitos como genuinamente europeus e quais terão de ter uma regra flexível para acomodar a produção local. Há pontos em discussão também na produção de máquinas e equipamentos.

Negociadores consideram que o acordo com os europeus está mais de 90% acertado, após dois anos de trabalho intenso. No entanto, é pouco provável que o acordo seja fechado este ano.

Lu Aiko Otta
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade