Variedades

Comic Con Experience espera receber 250 mil pessoas em 4 dias em SP

COMPARTILHE
54

As ambições da Comic Con Experience – cuja quinta edição ocorre de 6 a 9 de dezembro, na São Paulo Expo – não param de crescer: a CCXP está confortável no posto de maior festival de cultura pop do mundo. Se em 2017 o público de 227 mil pessoas alçou o evento a esse lugar, em 2018 a organização espera ainda mais gente: 250 mil fãs e profissionais da indústria devem passar pelo pavilhão de 115 mil metros quadrados na zona sul da cidade e visitar os estandes das maiores marcas de entretenimento audiovisual e de quadrinhos do globo.

Teatro: dez musicais para assistir em São Paulo

AparecidaCom texto de Walcyr Carrasco e direção de Fernanda Chamma, o musical reúne um...

Meghan e Harry celebram um ano de casados

Meghan Markle e o príncipe Harry comemoram neste domingo, 19, um ano de casados....

Com reedições dos livros, nova série e cinebiografia, Tolkien segue nos holofotes

Às vésperas do lançamento de Tolkien, filme que retrata os anos iniciais da vida...

Os números superlativos da CCXP devem se converter este ano em uma produção de conteúdo mais exclusiva e atraente: a escalação de 2018 é a maior constelação que o evento já trouxe para o Brasil. Sandra Bullock, Michael B. Jordan, Brie Larson, Maisie Williams, os criadores de Game of Thrones e Andy Serkis são algumas das 40 estrelas de Hollywood que estarão presentes na CCXP. Além de diretores, roteiristas, produtores, muitos quadrinistas daqui e de fora, um elenco global (Camila Pitanga, Cauã Reymond, Tatá Werneck, etc) de peso e centenas de criadores de conteúdo. A programação completa está no site ccxp.com.br.

Além de oferecer a experiência ao público – os ingressos variam agora no terceiro lote entre R$ 109 e R$ 379 por dia, ainda disponíveis, além de outros pacotes que poderiam chegar a mais de R$ 1 mil – um dos objetivos da CCXP é o “desenvolvimento do mercado”, segundo o CEO da Omelete Company, Pierre Mantovani. A empresa está por trás do evento, com o Chiaroscuro Studios e a PiziiToys.

Continua depois da publicidade

“Hoje mesmo (quarta-feira) saí do evento de negócios, o CCXP Unlock, um business summit voltado para o desenvolvimento do mercado de entretenimento no Brasil”, explica, por telefone. “A ideia é trocar experiências e fazer a CCXP de catapulta para a profissionalização do mercado. Quanto mais o evento ajudar o mercado, melhor para todo mundo.”

Tanto que ele ressalta que o esforço da CCXP não é só da produção do evento em si, mas também dos escritórios regionais dos grandes players – como Disney, Warner, Fox, Netflix, HBO – para mostrar a relevância crescente do evento e atrair atrações e conteúdos (anúncios e novidades inéditas sobre as grandes séries e filmes, por exemplo). Pré-estreias exclusivas também acontecem ali: a primeira exibição mundial de Aquaman ocorre na sexta-feira, 7, às 18h; Wifi Ralph e Creed II também serão exibidos.

Um dos destaques desse ano é justamente a presença de “living characters”, ou seja, atores e atrizes que estão em destaque nas produções em Hollywood: Brie Larson é a Capitã Marvel, aposta do estúdio em 2019; Michael B. Jordan vive o boxeador em Creed II, uma das maiores estreias do inverno nos EUA (24 de janeiro no Brasil); Maisie Willians é Arya Stark em Game of Thrones, o megasucesso da HBO cuja temporada final está programada para 2019 (ela participa do painel com os showrunners David Benioff e D.B. Weiss).

Mantovani diz que o evento pretende descolar sua imagem das Comic Cons internacionais (a de San Diego, por exemplo, existe desde 1970 e serviu de inspiração para a criação do evento brasileiro). “Nascemos em 2014 sonhando em fazer um evento de qualidade internacional, hoje acredito que já transcendemos esse sonho com o nosso DNA brasileiro. A experiência aqui é tão diferente que a denominação (Comic Con) não espelha mais o festival de cultura pop que acontece aqui”, diz – a ideia é reforçar a marca CCXP. Uma das grandes ações nesse sentido é a exportação do evento para a Alemanha: a primeira CCXP no país germânico ocorre de 27 a 30 de junho de 2019.

“O que provamos aqui é que a experiência voltada para o fã faz todo sentido. San Diego tem uma característica de não mudar”, explica Mantovani. “Aqui trazemos um jogo novo para o entretenimento mundial”, arrisca. “É uma autoconfiança brasileira, somos um expoente.”

Ele menciona ainda a emoção única para atores e produtores – mesmo estrelas celebradas de Hollywood – quando uma audiência barulhenta os recebe na CCXP. “Os atores não são os Guns n Roses, não estão acostumados com o calor tão grande do público. Os caras saem tremendo, chorando. A experiência aqui é para todo mundo, incluindo as 10 mil pessoas que trabalham para erguer o evento.”

CCXP

São Paulo

Expo. Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda. 5ª e 6ª, das 12h às 21h. Sáb., 11h às 21h. Dom., 11h

às 20h

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Guilherme Sobota
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade