Geral

Ladrão usa idosa como refém e é morto pela polícia no Rio

COMPARTILHE
14

Um homem foi morto por policiais militares nesta quarta-feira, 5, após ter feito uma idosa refém em Valença, no Sul Fluminense. Segundo informações da Polícia Militar, policiais patrulhavam o centro do município quando foram alertados que um homem havia roubado uma joalheria na região. Ao avistar os agentes, o criminoso, armado com um revólver, fez uma senhora de refém.

Segurança acusado de matar rapaz no Extra poderá responder por homicídio doloso

O segurança particular Davi Ricardo Moreira Amâncio, de 32 anos, acusado pela morte de...

Preso por espancar mulher no Rio tem prisão preventiva decretada

O juiz Alex Quaresma Ravache converteu em preventiva a prisão em flagrante de Vinicius...

Sob risco de febre amarela, destinos do carnaval em SP pedem vacinação

Quem pretende viajar para a praia ou regiões de trilhas e cachoeiras durante o...

Ainda de acordo com a PM, o criminoso ameaçava matar a refém o todo tempo, mesmo após estar cercado. “Apesar dos apelos da equipe para que se rendesse, ele continuou a ameaçar a vida da refém e tentava fugir. A refém tropeçou e um policial teve a visão segura para neutralizar o marginal. Ele foi baleado e morreu no local, e a refém foi liberta ilesa”, informou, por nota, o órgão.

Com o criminoso, foi apreendido um revólver calibre 38 e aproximadamente R$ 50 mil em joias, produto do roubo. O local foi isolado para a perícia e a ocorrência foi registrada na 91ª Delegacia de Polícia (Valença).

Continua depois da publicidade

Segundo informações da TV Globo, a idosa, de 83 anos, não foi ferida. Seu nome não foi divulgado.

No Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) elogiou a ação. “Parabéns aos Policiais Militares de Valença-RJ que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!”, publicou.

Clique aqui

Constança Rezende
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade