Economia

BC e Cade aprovam ato normativo conjunto sobre ações no âmbito do SFN

COMPARTILHE
18

O Banco Central e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovaram nesta quarta-feira, 5, o Ato Normativo Conjunto nº 1 (ANC nº 1), que estabelece procedimentos para harmonizar e tornar mais eficientes as respectivas ações em atos de concentração e na defesa da concorrência no âmbito do Sistema Financeiro Nacional (SFN). Conforme o comunicado divulgado pelo BC, o ato estava previsto no memorando de entendimentos (MoU) firmado entre as duas autarquias em 28 de fevereiro de 2018 e está inserido na Agenda BC+, pilar “Sistema Financeiro Mais Eficiente”.

Empresas da cadeia produtiva do vestuário no ES contam com recursos do Bandes

A cadeia produtiva do vestuário, que compreende os produtos têxteis, confecções e calçados, é...

Pedro Parente: 'O governo vai encontrar um caminho'

Ex-ministro da Casa Civil do governo Fernando Henrique Cardoso e ex-presidente da Petrobrás, Pedro...

Uma revolução fora dos grandes bancos

Na última década, o número de fundos de investimento cresceu 75% no País. A...

Ainda conforme a nota, o ato prevê, entre outras medidas, o compartilhamento de informações entre o Cade e o BC para a realização de atividades na esfera concorrencial e de reuniões periódicas entre os dois órgãos. “Nessas reuniões poderão ser discutidos temas que requeiram ação normativa das duas autarquias e que tenham impacto na concorrência entre instituições submetidas à supervisão do BC”, diz o comunicado. “Os dois órgãos também poderão utilizar esses encontros para avaliar a cooperação técnica em processos administrativos relacionados com atos de concentração e com a apuração de infrações à ordem econômica envolvendo instituições supervisionadas pelo BC”, acrescenta.

Ainda conforme a nota, o ato normativo prevê ainda os procedimentos para realização de atividades previstas no MoU, como aquelas relacionadas à aprovação, pelo BC, de atos de concentração vinculados à manutenção da estabilidade do SFN, bem como notificações, do Cade ao BC, sobre processos administrativos destinados à apuração de infrações concorrenciais envolvendo instituições supervisionadas pela autoridade monetária.

Continua depois da publicidade

Eulina Oliveira
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade