Cidades

TJES mantém suspensão dos direitos políticos de Luciano Machado

COMPARTILHE
Luciano Machado (PV) - 0,78% - 15.222 votos
2163

O ex-prefeito de Guaçuí e deputado estadual eleito, Luciano Manoel Machado (PV), teve sua condenação por improbidade administrativa mantida pela 2ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça do Estado (TJES). Luciano foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPES) por divulgar a candidatura da então deputada Fátima Couzi na disputa pela Prefeitura do município em 2002.

Prefeito e equipe avaliam programa Anchieta Criativa e Empreendedora

O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, realiza nesta quinta (25) um encontro com secretários...

Cachoeiro abre 270 vagas em cursos gratuitos do Formação Pela Escola

A prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), abriu 270...

Marilene Depes é escolhida Cachoeirense Presente N° 1 de 2019

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (23), por unanimidade, a escritora e gerontóloga Marilene...

Segundo a sentença do julgamento que aconteceu no último dia 16 de outubro, ambos terão os direitos políticos suspensos pelo prazo de quatro anos, além da proibição de contratar com o poder público por três anos e o pagamento de multa civil no valor de dez vezes suas remunerações à época.

Ainda de acordo com o acórdão que foi publicado esta semana, os réus poderão recorrer da decisão às instâncias superiores.

Continua depois da publicidade

A condenação não deve impedir a posse de Luciano ao cargo de deputado estadual, isso porque a suspensão dos direitos políticos terá início somente após o trânsito em julgado do caso.

O ex-prefeito obteve 15.222 votos, o equivalente a 0,78% dos votos válidos, no pleito de outubro deste ano.

Publicidade