Economia

Bolsonaro: recebi projetos sobre Previdência, mas pouco pode ser aproveitado

COMPARTILHE
10

Em transmissão ao vivo de 40 minutos no Facebook em sua casa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), que toma posse em janeiro, disse nesta sexta-feira, 9, ter recebido projetos de reforma da Previdência do atual governo e de parlamentares, em Brasília, mas que “pouca coisa pode ser aproveitada para o ano que vem”. Bolsonaro demonstrou preocupação especialmente com o gasto público com aposentadorias.

Via Varejo reverte lucro e anota prejuízo de R$ 49 milhões no 1º trimestre

A Via Varejo apresentou no primeiro trimestre deste ano prejuízo líquido de R$ 49...

Brasil tem indicadores de água e esgoto piores que os de 105 países

Oitava economia do mundo, o Brasil está atrás de 105 países em relação aos...

EUA e China vão retomar negociações comerciais em Pequim na próxima semana

O Representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, e o Secretário do Tesouro...

“Nós queremos uma reforma da Previdência, mas não podemos começar com a Previdência pública normal que está aí, dos trabalhadores da iniciativa privada, que desconta os 11% do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Não é por aí. Tem coisa errada. Tem que se rever alguma coisa. Mas a pública é a mais deficitária”, afirmou.

Ele ainda citou a Grécia, que, segundo o presidente eleito, teria adotado um fator previdenciário médio de 30%, como exemplo que não pretende seguir. “O Brasil está chegando a um limite na questão orçamentária, que quase tudo é despesa obrigatória. A questão previdenciária, a despesa tem subido assustadoramente. Não queremos nos transformar no que foi há pouco tempo a Grécia. Agora, todos têm que entender que está complicada a questão da Previdência”, disse.

Continua depois da publicidade

Fernanda Nunes
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade