Cidades

100 pessoas ficam desabrigadas e outras 140 desalojadas em todo o ES

COMPARTILHE
522

A chuva que atingiu o Espírito Santo nesta semana deixou pelo menos 240 pessoas desabrigadas em diversos municípios. De acordo com a Defesa Civil Estadual, ao todo foram cerca de 100 pessoas desabrigadas e outras 140 desalojadas.

Pequenos guerreiros: Dia do Prematuro é comemorado em hospital de Cachoeiro

Quem viu o Pietro correndo e brincando com a enfermeira Livia Albino e a...

Motorista que foge do local do acidente cometeu crime, decide STF

Na tarde desta quarta-feira (14) o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por...

Feriado com sol e calor no Sul do Espírito Santo; veja a previsão

Esta quinta-feira (15) de feriado será de sol e calor em toda região Sul...

Além da Grande Vitória, cidades como Ibiraçu, Vargem Alta, João Neiva, Linhares e Anchieta possuem registro de desalojados. Já os registros de desabrigados foram em Aracruz, Viana, Vitória, Vila Velha e João Neiva.

Às margens da rodovia Cachoeiro x Frade, em São José do Frade, Itapemrim, o galpão de uma marmoraria foi atingido por um deslizamento de terra nesta sexta-feira (9). A terra destruiu o muro do galpão e várias chapas de granito foram quebradas.

Continua depois da publicidade

Já em Vargem Alta, parte de uma casa desabou, em Castelinho, no interior do município, além de algumas pedras terem se desprendido e rolado, em Jaciguá. Ao todo, seis pessoas ficaram desalojadas, sete desabrigadas e duas crianças feridas.

Cachoeiro de Itapemirim registrou, nas ultimas 24h, um volume de 30 milímetros de chuvas. Não houve ocorrências de queda de muro ou deslizamentos de terra, mas a Defesa Civil do município está em alerta.

Os casos atendidos pelo órgão envolvendo as chuvas são referentes a alagamento de alguns pontos da cidade e lama em trechos sem calçamento. No interior do município, foi identificada algumas pastagens inundadas. Já o nível do rio Itapemirim teve um acréscimo de 30 centímetros nas últimas horas.

Em Jabaquara, no município de Anchieta, o rio está elevado e sendo monitorado pela Defesa Civil Municipal. Duas famílias saíram de suas residências e foram inclusas no aluguel social.

Em alguns municípios da região Serrana como Domingos Martins e Marechal Floriano, foram registradas apenas queda de árvores e barreiras. Uma propriedade foi alagada.

De acordo com os dados divulgados pela Defesa Civil Estadual, o acumulado de chuvas chegou a 76.74 nas últimas 24h. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, a Defesa Civil do município registrou quatro quedas de barreiras; três na localidade de Biriricas e uma na comunidade do Galo

Duas barragens, no Galo e em Parajú, estão sendo monitoradas. Também foram registradas duas quedas de árvores na localidade de São Miguel. Durante a tarde desta sexta-feira (9) e não há registro de desabrigados e nem desalojados, em Domingos Martins, de acordo com a assessoria.

Alerta Máximo

Em reunião na manhã desta sexta-feira (9), com o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, o governador Paulo Hartung falou sobre a situação das chuvas no Espírito Santo e anunciou a criação de um Posto de Comando para monitorar de perto as informações e ocorrências.

Ficou estabelecido que, no aumento das chuvas e evolução de casos, será ativado o Plano Estadual da Defesa Civil, que acionará órgãos específicos para atenderem as demandas. O plano de emprego também foi mudado para alerta máximo.

Em caso de ocorrências, a população pode acionar o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193 e a Defesa Civil Estadual pelo telefone 199.

Publicidade