Segurança

Discussão política por causa de Haddad e Bolsonaro acaba em assassinato

COMPARTILHE
Foto: Alberto Maraux / Divulgação/ SSP-BA
4115

O mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, de 63 anos, conhecido como Moa do Katendê, foi assassinado a facadas, em um bar na Avenida Vasco da Gama, próximo ao Dique do Tororó, em Salvador. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o crime ocorreu após uma discussão política por volta de 3 horas desta segunda-feira (8). O suspeito foi preso.

Corpo é encontrado boiando em rio de Dores do Rio Preto

O Corpo de Bombeiros encontrou um corpo dentro do Rio Preto, que corta o...

Homem é esfaqueado no bairro Zumbi em Cachoeiro

Um homem, de 30 anos, ficou gravemente ferido na noite deste domingo (16) após...

Motociclista morre ao colidir de frente com ônibus em Itapemirim

Um motociclista, de 43 anos, morreu na noite deste domingo (16), após colidir frontalmente...

O registro policial afirma que Romualdo teria discutido com o agressor por conta do resultado da votação. Ainda de acordo com o documento, o capoeirista teria declarado que votou em Fernando Haddad (PT) nas eleições 2018 e fazer críticas ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o assassino tinha chegado ao bar gritando o nome do candidato do PSL.

Continua depois da publicidade

A perícia identificou que as 12 facadas proferidas pelo criminoso atingiram a região das costas de Katendê. Um amigo do mestre de capoeira, que tentou defendê-lo do ataque, também ficou ferido. O autor do crime foi preso por policiais militares da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Segundo relatos à polícia, o mestre de capoeira bebia com o amigo quando o criminoso chegou ao bar. Após Moa do Katendê e o agressor defenderem seus candidatos, começou uma discussão. Depois disso, de acordo com o registro policial, o suposto autor das facadas foi à sua casa pegar a peixeira com a qual atacou a vítima por trás.

Em nota, a Polícia Militar da Bahia (PM-BA) informou que foi alertada pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) sobre a uma ocorrência com dois homens atingidos por golpes de faca, o que fez a corporação deslocar uma equipe para a região.

“Os policiais avistaram um rastro de sangue que levava até uma casa e prenderam em flagrante o homicida escondido no banheiro. Ele já estava com uma mochila com roupas no intuito de fugir”, informou a nota da PM.

Ainda de acordo com a polícia, o suposto autor do crime foi levado para o HGE para ser medicado, pois estava com um corte no dedo, e depois apresentado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Yuri Silva
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade