Eleições 2020

Procuradoria Eleitoral pede impugnação da candidatura de Norma Ayub

COMPARTILHE
1277
Advertisement
Advertisement

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, está movendo de ação de impugnação de candidatura da deputada federal Norma Ayub (DEM), que está em busca da reeleição, por estar inelegível.

Continua depois da publicidade

A procuradora Nadja Botelho sustenta que Norma, que também é presidente estadual do DEM, foi condenada Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), em 2015, por ato doloso de improbidade administrativa.

De acordo com os autos, Norma ficou está inelegível por cinco anos, já que foi condenada por colegiado de segunda instância por ter determinado, quando era prefeita de Itapemirim, a construção de quiosque e banheiro público em área de preservação permanente sem prévio licenciamento ambiental e sem a adequada e necessária autorização por parte da Gerência de Patrimônio da União (GRPU/ES), uma vez que se trata de bem da União.

Norma Ayub terá o prazo de sete dias para apresentar contestação à impugnação do seu registro de candidatura.

Continua depois da publicidade

A reportagem tentou contato com o advogado da deputada para saber o seu posicionamento sobre a ação, mas não obteve êxito até o fechamento desta matéria.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].