Especial

Dia dos pais: Ele é marinheiro de primeira viagem

COMPARTILHE
149

Reorganizar uma vida inteira em nove meses. A chegada de um filho transforma toda a estrutura de um casal, da rotina à forma de encarar o mundo. O foco de um não está mais apenas no outro, há uma terceira vida em jogo à qual ambos deverão se adaptar.

Dia do Maçom: um trabalho em silêncio em prol da sociedade, visando o bem de todos

Uma sociedade que envolve muitos mistérios e prega o bem. Assim é a maçonaria,...

As tristezas e superações de um pai de primeira viagem

Com a colaboração do jornalista Pedro Menegheti Domingo é o Dia dos Pais, data importante...

Geração atual tem pouco contato com a natureza, alertam especialistas

/com informações Agência Brasil   "Uma nuvem de calças". Foi assim que o jornalista e tradutor...

Foi o que aconteceu com o empresário Ademar Possebom Pessini Junior, de 37 anos. No último dia 22 junho, nasceu seu primogênito, Raul. Ademar conta que as mudanças em sua vida começaram bem antes, com a descoberta da gravidez. Ele e a esposa, Bartira, iniciaram toda uma preparação para a chegada de Raul. Participaram de cursos, leram muito e assistiram diversos vídeos sobre o assunto.

Nada foi feito às pressas. “Acho que também pesou a favor da relativa tranquilidade o fato de ter sido uma gravidez decidida com calma entre mim e Bartira. Desde o começo, pudemos nos preparar para o que aconteceria”, explica Ademar.

Continua depois da publicidade

Para ele, ter disponibilidade para dar à criança o cuidado que ela necessita, não sobrecarregar a mãe e participar do desenvolvimento do filho, têm sido o maior desafio de ser pai. Apesar de não ser muito adepto de datas comemorativas, ele garante que já encara o próximo domingo com lhos diferentes.

“Esta data vai ser especial, pois é uma experiência realmente única e maravilhosa. É bem o que dizem, a criança se desenvolve muito rapidamente e já dá para ver o quanto é bom estar perto nesses momentos. Não dá vontade de ficar nem um momento distante… aliás”, brinca o empresário.

Xodó das famílias

Primeiro neto dos dois lados da família, o pequeno Raul também conta com a atenção especial dos avôs. O paterno, Ademar Pessini, de 70 anos, faz questão de enfatizar que a chegada do neto lhe dará a oportunidade de fazer o que não pôde fazer com os próprios filhos, estar presente de verdade. “É excelente ser avô e poder passar o primeiro Dia dos Pais com o Raul, ainda mais porque, para este neto, vou poder dedicar bastante tempo, o que não pude fazer com os meus filhos. Quando meus filhos eram pequenos, eu não tinha muito tempo para eles, porque trabalhava muito, levantava de madrugada, a vida era muito difícil. Agora eu posso aproveitar bastante. E, quando estou longe dele, fico o dia inteiro olhando as suas fotos e os seus vídeos. É uma maravilha, graças a Deus”, conta o vovô, para lá de sorridente e orgulhoso.

Publicidade