Cidades

Dança abre Festival Nacional de Teatro de Guaçuí

COMPARTILHE
Fotos Divulgação PMG
105
Advertisement
Advertisement

As cortinas foram abertas para o 19º Festival Nacional de Teatro de Guaçuí que começou neste domingo (12) e seguirá com apresentações até o próximo domingo, dia 19. O festival, que é uma realização da prefeitura e do Grupo Teatral Gota, Pó e Poeira, foi aberto com a apresentação da Companhia de Dança Mitzi Marzutti, de Vitória, com o espetáculo “Prabhujee”.

Cachoeiro: ExpoSul Rural 2020 terá exposição agropecuária ampliada

A ExpoSul Rural 2020, que será realizada de 1º a 5 de abril, no...

Mimoso do Sul tem ruas alagadas devido a forte chuva

O município de Mimoso do Sul também registrou pontos de alagamento em decorrência da...

Chuva intensa provoca alagamentos em bairros de Guaçuí

Devido à forte chuva que caiu sobre a cidade de Guaçuí, durante horas no...

O espetáculo trata sobre os refugiados, um capítulo triste da recente história da humanidade. Após a apresentação, a coreógrafa e diretora Mitzi Marzutti conversou com a plateia e falou das dificuldades de se produzir cultura no Estado e no Brasil. “Fazemos isso por amor, passando por todo tipo de dificuldade, pela falta de recursos, mais o importante é resistirmos e continuarmos”, disse. (Veja galeria de fotos no final)

Depois do debate, o público assistiu um documentário sobre o Festival Nacional de Teatro de Guaçuí realizado no ano passado, por ocasião dos 18 anos do evento, quando atingiu sua maioridade.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Antes da apresentação, o diretor do Gota, Pó e Poeira, Carlos Olla, agradeceu a todos os presentes e destacou a luta e trabalho para se realizar 19 edições ininterruptas de um evento como esse, no Brasil, o que coloca o Festival de Guaçuí como um dos mais importantes das artes cênicas do território nacional. “Quero agradecer a todos os envolvidos, ao pessoal do grupo e à Prefeitura por estarmos aqui por mais um ano”, disse.

O secretário municipal de Cultura, Turismo e Esportes, Leonardo Ridolfi, também agradeceu a presença de todos e destacou o trabalho realizado por sua equipe para a realização, destacando a superintendente de Cultura, Tida Miranda. “Agradeço a todos os envolvidos pela realização de mais um festival que, com certeza, é um dos eventos culturais mais importantes do estado”, afirmou.

Também estava presente o controlador geral do município, Weriton Soroldoni, que falou em nome da prefeita Vera Costa, e se disse emocionado em poder falar da importância do Festival do Teatro e do Grupo Gota, Pó e Poeira. “Grupo da qual fiz parte, inclusive”, recordou.

Programação desta segunda

Advertisement

A programação do Festival de Teatro de Guaçuí continua nesta segunda-feira (13), com a apresentação da peça “O menino que brincava de ser”, com a Pandorga Cia de Teatro, do Rio de Janeiro, a partir das 14 horas, no Teatro Municipal Fernando Torres. Mais tarde, na Praça João Acacinho, a partir das 18h, acontece a apresentação do primeiro espetáculo de rua, com o grupo Rastros dos Astros, de Ubá (MG), que apresenta “Mareia meu Candear”.

À noite, às 20h, no Teatro Fernando Torres, se apresenta a Cia. Cutucarte, de Brasília (DF), com a peça “Naquela estação” (veja programação completa abaixo).

Programação da semana

Dia 14/08 – Terça-feira

10h – Super Tosco – Teatro Rosa dos Ventos – Presidente Prudente (SP) – Praça da Matriz

14h – O quintal de histórias – Cia Vamos Brincar – Vitória (ES)

18h30 – O cortiço dos anjos – Trupe IaPocó – Vitória (ES)

20h30 – O cortiço dos anjos – Trupe IaPocó – Vitória (ES)

Dia 15/08 – Quarta-feira

8h – Oficina de Dança Afro, com Jordan Fernandes

10h – Vikings e o reino saqueado – Cia. Os Palhaços de Rua – Londrina (PR) – Praça da Matriz

14h – A menina que queria ser estrela – Cia. Nós de Teatro – Cachoeiro/Vitória (ES)

18h – Emily – Cachoeiro de Itapemirim (ES) – Praça da Matriz

20h – Um solo para três palhaços – Cia. Tramp de Palhaço – Jundiaí (SP)

22h – Performance: Kafka de fora para dentro – Grupo Anônimos de Teatro – Vitória (ES)

Dia 16/08 – Quinta-feira

8h – Oficina de Dança Afro, com Jordan Fernandes

8h – Oficina de Iniciação de Teatro, com Rodrigo Paouto

14h – Rei Mídias – Cia. Canta Circo e Teatro – São Paulo (SP)

16h – Final de Tarde – Grupo de Teatro de Caretas – Fortaleza (CE) – Praça João Acacinho

20h – Francisca, uma casa enlutada – Trupe Arroto Cênico – Rio de Janeiro (RJ)

Dia 17/08 – Sexta-feira

8h – Oficina de Dança Afro, com Jordan Fernandes

14h – Feio, o musical do Patinho – Grupo Artemis – Mauá (SP)

15h – Oficina de Contação de Histórias, com Dana Óliver

18h – Quixotinadas – Grupo Vira Latas – Vitória (ES) – Praça da Matriz

20h – Um minuto pra dizer que te amo – Grupo ArtPalco – Araguaína (TO)

Dia 18/08 – Sábado

14h – O menino que virou história – Guaçuí em Cena – Guaçuí (ES)

20h – O médico à força – Grupo Gota, Pó e Poeira – Guaçuí (ES)

21h – Cerimônia de Premiação

Dia 19/08 – Domingo

14h – O menino que virou história – Guaçuí em Cena – Guaçuí (ES)

O Festival Nacional de Teatro de Guaçuí é realizado desde o ano 2000 e, este ano, recebe seis trabalhos adultos, seis para a infância e juventude e seis espetáculos de rua, além de uma performance e três oficinas. Estão reunidas no festival, então, peças do sul do Estado do Espírito Santo, da Grande Vitória e também de outros estados do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Ceará, Paraná e Minas Gerais.

A entrega da premiação será feita no sábado, dia 18, mas o encerramento oficial só irá acontecer no domingo, dia 19, com a apresentação da peça “O menino que virou história”, encenada pelo grupo do projeto “Guaçuí em Cena”, coordenado pelo grupo teatral guaçuiense Gota, Pó e Poeira.

Também estavam na abertura do Festival, os vereadores Laudinho e Angelo Moreira, e a secretária municipal de Gestão Administrativa e Recursos Humanos, Walleska Guatolini, além do subsecretário de Articulação Regional da Seama, Luiz Moulin, entre outras autoridades.

 

Advertisement