Eleições 2020

Paes, Romário e Garotinho estão empatados em disputa no Rio, diz Datafolha

COMPARTILHE
147
Advertisement
Advertisement

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (DEM) é o mais bem posicionado na disputa pelo governo fluminense, com 18% das intenções de voto, segundo a pesquisa Datafolha divulgada na madrugada desta quarta-feira, 22. Paes, no entanto, está tecnicamente empatado com o senador Romário (Podemos), que tem 16%, e com o ex-governador Anthony Garotinho (PRP), que tem 12%. A margem de erro do levantamento é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Continua depois da publicidade

Em seguida, estão Índio da Costa (PSD) e Tarcísio Motta (PSOL), com 5% cada. O candidato do PDT, Pedro Fernandes, tem 3%. Com 2%, aparecem Marcelo Trindade (Novo) e Marcia Tiburi (PT). Atingem a marca de 1% os candidatos Dayse Oliveira (PSTU), Wilson Ex Juiz Federal (PSC), Luiz Eugênio (PCO) e André Monteiro (PRTB). Os eleitores que declaram que vão votar em branco ou nulo são 26% e indecisos somam 7%.

No quesito rejeição, Garotinho é o líder, com 45%, seguido de Paes, com 32%, e de Romário, com 23%.

Senado

Continua depois da publicidade

A corrida pelas duas vagas ao Senado também está acirrada, com quatro candidatos aparecendo em destaque. O ex-prefeito César Maia (DEM), o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL) e o senador Lindbergh Farias (PT) têm 18%, seguidos de Chico Alencar (PSOL), com 17%. O deputado Miro Teixeira (Rede) aparece com 11% e o pastor Everaldo (PSC) tem 8%.

O Datafolha entrevistou 1.322 eleitores de 33 municípios, nos dias 20 e 21. A pesquisa, contratada pela Folha de S.Paulo e pela TV Globo, tem nível de confiança de 95%. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número RJ 03549/2018.

Thaís Barcellos
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].