Política Nacional

Rosa Weber deve decidir ainda hoje sobre relatoria do pedido de registro de Lula

COMPARTILHE
Foto: Agência Brasil
111
Advertisement
Advertisement

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, informou que decidirá ainda nesta quinta-feira, 16, com qual ministro da Corte Eleitoral deve ficar a relatoria do pedido de registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto.

Presidente "pode estar articulando um golpe usando polícias militares", afirma ex-deputado federal

Um ano atrás, o jornalista Fernando Gabeira tinha críticas ao presidente Jair Bolsonaro, mas...

OAB-SP lança movimento pela democracia

A seção de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) lançou ontem...

Sem acordo, Avenida Paulista deve ter três manifestações no domingo

A Avenida Paulista deve receber três manifestações de rua em um espaço de quatro...

Rosa deverá decidir sobre a relatoria do processo após a sessão plenária desta tarde do Supremo Tribunal Federal (STF), do qual também é integrante.

Inicialmente, o pedido de registro de Lula foi distribuído ao vice-presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, mas o PT questionou a Corte Eleitoral sobre os critérios de definição da relatoria, sob o argumento de que o ministro Admar Gonzaga já é o relator de outros processos que pretendem barrar as pretensões eleitorais do ex-presidente.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Já a contestação da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) à candidatura de Lula está inserida dentro do processo de registro do ex-presidente, que ficou com Barroso.

Dúvidas

Para resolver as dúvidas, Barroso encaminhou o questionamento à ministra Rosa Weber, que, na condição de presidente do TSE, definirá quem deve ser o relator do registro.

“Não estamos escolhendo relator. O que a gente manifestou ao ministro Barroso e fizemos isso por petição foi que a gente tem uma sincera dúvida sobre quem é o relator, porque algumas ações foram distribuídas ao ministro Admar, o registro ao ministro Barroso. Queremos nos pronunciar nos autos e não sabemos a qual ministro nos dirigir. Não há, assim, escolha de ministro, é uma questão técnica de dúvida que a presidência tem de dirimir, senão a gente não sabe pra quem falar”, disse o advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, um dos defensores do petista.

Advertisement

Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.