Economia

Bovespa cai quase 2,0% contaminada por temor global com Turquia

COMPARTILHE
15

A Bovespa iniciou os negócios em queda de quase 2,0%, em meio à aversão a ativos de risco que contamina os mercados acionários globais nesta manhã de sexta-feira, 10. No centro das atenções está a Turquia, que já trazia preocupação aos agentes diante da inflação alta e da falta de medidas do banco central local para conter o quadro. Nesta manhã, em discurso nacionalista, o presidente do país, Recep Erdogan, pediu para que todos os cidadãos que possuem dólares, euros e ouro troquem por liras turcas. Além disso, o líder descartou que a taxa de juros suba no país. O posicionamento de Erdogan trouxe frustração ao mercado, que esperava um anúncio mais concreto de recuperação econômica como, por exemplo, um pedido de ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Tribunal em Tóquio rejeita segundo pedido de Carlos Ghosn por fiança

Um tribunal em Tóquio rejeitou pela segunda vez, nesta terça-feira, 22, um pedido do...

Ibovespa encerra em leve baixa de 0,09%, mas defende os 96.009,77 pontos

Influenciado pelo mau humor dos investidores no exterior, que monitoram de perto o ritmo...

Mourão: caso de Flávio não influencia na negociação da Previdência no Congresso

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que a proposta de reforma da Previdência...

Às 10h48, o Ibovespa recuava 1,81%, aos 77.413,90 pontos, enquanto o dólar à vista no balcão era negociado a R$ 3,8613 (+1,62%). A moeda renovou máximas contagiada pelo fortalecimento da divisa americana, que bateu máxima histórica ante a lira turca. O ajuste ocorreu após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciar via rede social que dobrará tarifas sobre aço e alumínio da Turquia.

Ana Luísa Westphalen
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade