Cidades

Hoje é o Dia Nacional da Pizza e tem para todos os gostos

COMPARTILHE
Divulgação
418
Advertisement
Advertisement

A origem é italiana, mas aqui no Brasil a pizza é tão presente no dia a dia da população que recebeu uma data em sua homenagem. Hoje, 10 de julho, é comemorado o Dia Nacional da Pizza. A data foi instituída em São Paulo, no ano de 1985. Leia também: Você sabe onde fica a primeira pizzaria do mundo?

Continua depois da publicidade

Calabresa, portuguesa, margherita, brigadeiro, Romeu e Julieta…  tradicional ou mais elaborada e até “disfarçada” de sobremesa, não há nada mais brasileiro que comer uma pizza no final de semana (ou de segunda a sexta mesmo).

 

Entre a criançada então, a pizza é praticamente uma unanimidade. Para Gabriel Chuina,que mora em Rio Novo do Sul, a dificuldade é escolher entre seus sabores favoritos: calabresa, frango com catupiry ou quatro queijos. Aos 8 anos, ele é tão fã do prato que, no último aniversário, juntou os amigos foi comemorar em uma pizzaria, é claro. “Eu gosto bastante de pizza. É a minha comida preferida. Inclusive, como amanhã (hoje) é o Dia da Pizza, vou pedir uma para minha mãe”, diz Gabriel.

Gabriel disse que vai comemorar comendo um dos seus sabores preferidos
Continua depois da publicidade

Considerada um prato “tipicamente” italiano, muitos historiadores, no entanto, acreditam que a origem da pizza não esteja na Itália, mas sim entre os antigos povos egípcios, hebreus e até chineses. Estudos indicam que há mais de seis mil anos, hebreus e egípcios já produziam pães que tinham como base a receita da pizza contemporânea.

O tradicional disco de massa, regado com molho de tomate e coberto com ingredientes variados, como queijo, carnes, ervas, foi amadurecendo com o passar dos anos, mas o tecnólogo em gastronomia Jonas Ferreira Brandão Filho, 30 anos, explica que cada pizza se diferencia mesmo, na hora da preparação da massa. Com um restaurante em Cachoeiro, ele diz que farinha de qualidade, de preferência do tipo 00, e alguns toques pessoais, dão o sabor especial do prato.

“Um dos meus segredos para dar um diferencial está na fermentação longa. No mínimo seis horas seguidas de maturação a quatro graus, de preferência com fermento natural”, destaca Brandão.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Opção vegana

Mariana é vegana e procura saber sobre os ingredientes antes de fazer o pedido

A advogada Mariana Pontis Duarte, 23 anos, há cerca de quatro anos abandonou o consumo de todos os produtos que envolvem animais na cadeia de produção, aderindo a uma dieta vegetariana ou, como se diz popularmente, vegana. Quando vai fazer um pedido de pizza, ela diz que sempre checa com como ela é feita.

“Normalmente eu peço ao atendente do estabelecimento para checar se a massa é somente com trigo, água, fermento, sal e açúcar (a mais comum). Depois disso, peço para retirar a mussarela, escolho os itens que me agradam e peço para caprichar no molho de tomate”, explica a advogada.

Ela conta que geralmente não tem dificuldade para fazer o restaurante atender as restrições veganas. “Normalmente sou bem atendida sem muitas dificuldades. Meu sabor predileto é tomate seco com palmito in natura, uma delícia! Mas sempre gosto de explorar novas opções e sabores. Já comi com caponata de beringela, champignon, azeitona, milho, tomate, manjericão, cogumelos como shimeji e shiitake”, finaliza Mariana.

 

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].