Cidades

Vereador quer isenção de IPTU para igrejas de Cachoeiro; assista a entrevista

COMPARTILHE
Foto: Wanderson Amorim
911

O vereador Delandi Macedo (PSC), encaminhou ao prefeito Victor Coelho (PSB) uma solicitação para que o município envie à Câmara um projeto de lei que garanta a isenção do Imposto Predial e Território Urbano (IPTU) a entidades religiosas de Cachoeiro de Itapemirim.

Semana da Juventude incentiva formação de grêmios estudantis em Cachoeiro

No primeiro dia da programação da Semana da Juventude em Cachoeiro de Itapemirim, nesta...

Programa vai oferecer oficinas profissionalizantes para 1500 pessoas em Cachoeiro

Cerca de 1.500 moradores de Cachoeiro de Itapemirim vão participar de oficinas profissionalizantes gratuitas...

Em vídeo, professor da Ufes de Alegre pede desculpas a músico por ofensa

“Foi uma colocação ingrata. Sem teor racial. Fiquei arrependido”. A fala é do professor...

Segundo Delandi, a Constituição Federal designa a isenção de todos os impostos e tributos a entidades religiosas. “Não se trata apenas de igreja, seja ela evangélica, católica ou de qualquer outra denominação, mas de todas as entidades. O que acontece é que há uma insegurança jurídica em algumas cidades e daí não se concede o benefício para os imóveis que são locados”, explica o vereador.

Continua depois da publicidade

Como existe a cobrança do tributo para entidades que não possuem imóveis próprios, o parlamentar, que é pastor, afirma que foi procurado por diversos líderes religiosos solicitando a isenção prevista em lei federal.

“Pedi o prefeito que analise a possibilidade de fazer esse projeto de lei junto à Procuradoria Geral do Município (PGM) e o encaminhe para a Câmara para que acerte e garanta aquilo que a Constituição Federal já garantiu para todas as entidades religiosas”, afirmou Delandi.

O vereador informou que a maioria das entidades religiosas possui imóveis próprios, mas não soube precisar quantas igrejas seriam beneficiadas com a medida. O parlamentar ressaltou que a lei não trará impacto financeiro na arrecadação do município.

Publicidade