Atenas Capixaba

Grupo promove aulas de dança a preço acessível para cachoeirenses

COMPARTILHE
325

Um hobby que se tornou profissão e hoje faz a diferenças para um público carente de Cachoeiro de Itapemirim. A Livre Cia de Dança foi criada com a finalidade de dar oportunidade de aprender o balé aos menos favorecidos financeiramente.

Pé de Livros mobiliza moradores de Cachoeiro e região para Bienal Rubem Braga

Desde que foi lançado pela prefeitura, em 2017, o projeto itinerante Pé de Livros...

Filme produzido com recursos da Lei Rubem Braga é destaque em festival nacional

Mais um curta-metragem cachoeirense tem ganhado notoriedade em festival pelo Brasil. A bola da...

Filme produzido com recursos da Lei Rubem Braga é destaque em festival nacional

Mais um curta-metragem cachoeirense tem ganhado notoriedade em festival pelo Brasil. A bola da...

Tudo começou no ano de 2014 quando os amigos Isabella Ferreira Dias e Bruno dos Santos decidiram ensinar a dança, atividade que desde a adolescência desenvolviam juntos, de uma forma menos elitizada e que tivesse mais a ver com os interesses pessoais da dupla. Assim foi formada a Livre Cia de Dança, que hoje conta com uma média de 50 alunos.

A dança é recomendada para diminuir os fatores de risco de doenças cardiovasculares, dos distúrbios do aparelho locomotor e até mesmo da depressão e ansiedade. A rotina é de uma aula semanal, com grupos separados por faixa etária a partir de três até noventa anos.

Continua depois da publicidade

“Eu e o Bruno sempre fomos amigos de adolescência e nos reunimos para voltar a fazer aula, mas queríamos uma coisa mais com a nossa cara, menos elitizada, que tivesse as nossas ideias. Nós nos associamos a Asteca e eles cederam o espaço para fazermos aula para um público mais carente da cidade”, explica Isabella.

Para fazer parte da Livre Cia de Dança o aluno é dirigido para uma aula experimental gratuita e caso decida no ato já pode ser feita a inscrição. O valor mensal das aulas é de R$ 55. Esta mensalidade é distribuída para o professor e outra parte para a Asteca. No final de cada ano são feitas apresentações e os ensaios são intensificados.

“A maior dificuldade foi fazer o povo acreditar que o balé clássico, dança de salão e dança moderna pudesse ter um preço acessível. Dia 22 vamos ter a mostra cultural da Asteca no Teatro Rubem Braga. Vão estar os alunos da Livre Cia de Dança e os alunos da Asteca do Teatro e de outras atividades culturais que são desenvolvidas”, finaliza.

A Livre Cia de Dança funciona na rua Dr. José Paes Barreto, Centro, na sede da Asteca, em frente ao antigo Clube Ita. O galpão cultural está aberto para qualquer tipo de ação cultural, seja exposições, shows e ensaios abertos de bandas, é necessário, porém, que seja feito o agendamento do espaço. Para fazer parte da Asteca basta entrar em contato pelo Facebook.

 

Publicidade