Espírito Santo

Curso de tecnologia em cafeicultura do Ifes de Alegre tem nota máxima do MEC

COMPARTILHE
456
Advertisement
Advertisement

A região do Caparaó já possui o melhor café do Brasil e do Mundo, agora, é na região que também está localizado o melhor curso sobre o assunto. O Instituto Federal do Espírito Santo – Ifes, Campus de Alegre, recebeu conceito 5 do Ministério da Educação (MEC) – nota máxima – no Curso de Tecnologia em Cafeicultura.

Carnaval capixaba continua neste sábado (15); confira a ordem dos desfiles

Depois de dois dias de desfiles, chegou o momento mais esperado para os foliões....

ES tem Dia D de vacinação contra o sarampo neste sábado (15)

Neste sábado (15), acontece o Dia D de Vacinação contra o Sarampo em todo...

Policiais aumentam pressão sobre o Governo do ES em movimento que reivindica reposição salarial

A Frente Unificada pela Valorização Salarial dos Policiais Militares, Policiais Civis e Bombeiros Militares...

O curso é ofertado desde 2010. No início, era considerado tecnólogo. Com a evolução constatada pelo MEC em diversos aspectos como qualidade do curso, melhorias em infraestrutura do campus, equipe de professores – atualmente 80% são doutores – além do plano pedagógico aplicado nas salas de aula. “A mudança para curso superior veio da autorização do MEC. Em 2012 já havíamos sido avaliados com nota 4, estávamos em ascensão”, explica o coordenador do curso, José Francisco Lopes.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Neste semestre alunos do 6º e último período se formam. Já foram enviados ao mercado de trabalho mais de 60 profissionais com o “selo Ifes de Alegre”. “Quem não está empregado, tem produção própria de café ou atua em áreas cooligadas como logística e administração. Alguns foram se especializar em outros estados, outros cursam mestrado na Ufes, em Vitória, ou aqui no campus”, conta a Deila da Silva Bareli de Moraes, diretora de ensino do Ifes.

Anualmente são disponibilizadas 40 vagas para o curso, sempre no início do primeiro semestre, em fevereiro. A disputa se dá pelo SISU. Outra possibilidade, caso não sejam preenchidas todas as vagas, está no edital de cadastro de reserva divulgado pela instituição na época. “O curso é referência. Esta nota (5) simboliza o comprometimento da equipe. Coordenadores e professores do colegiado. Estudantes engajados, óbvio. Temos muito carinho pelo Ifes. Trabalhar com amor e cuidado também influencia”, conta a diretora geral do Ifes, Maria Valdete Tanure. Ela lembra, ainda, outra conquista do Instituto. “O curso de Tecnologia e Análise de Sistemas também é nota 5 no MEC, recebemos em 2015 essa importante conquista”.

Vale destacar ainda que o Ifes de Alegre foi o primeiro campus do interior, ou seja, fora da Grande Vitória, a ofertar mestrados.

Referência

Advertisement

Criada em 2011, a empresa Caparaó Jr tem importante papel na conquista desta nota, segundo Deila. É ela quem dá suporte técnico aos estudantes. A teoria se completa com a vivência obtida na empresa, que proporciona experiências reais do mercado de trabalho. Algumas práticas são desenvolvidas dentro do campus, que possui lavoura própria.

A empresa se tornou principal referência de concursos de café da região. As avaliações são realizadas nos laboratórios próprios da Caparaó Jr. Produtores de todo do Espírito Santo, da região Norte do Rio de Janeiro e Minas Gerais já visitaram e utilizaram dos serviços da empresa.

 

Advertisement