Internacional

Objetivo é de grande desarmamento da Coreia do Norte até 2020, diz Pompeo

COMPARTILHE
8

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse nesta quarta-feira que os EUA esperam um “grande desarmamento” do arsenal nuclear da Coreia do Norte durante o primeiro mandato do presidente Donald Trump, que termina em 2020, e informou que Trump disse ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, que está preparado para retomar os exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul caso as negociações se mostrem improdutivas.

Com Obama, 100 crianças do Brasil estiveram detidas

As razões foram distintas, mas crianças brasileiras enfrentaram uma crise de separação de seus...

EUA têm 500 brasileiros presos por imigração ilegal e alvos de deportação

Quinhentos brasileiros estão em prisões dos EUA sob acusação de violar as leis de...

Chanceler chama de 'cruel' a política de separação de famílias adotada pelos EUA

A decisão do presidente Donald Trump de não mais separar as famílias de imigrantes...

“Estamos esperançosos de que podemos conseguir isso nos próximos dois anos e meio”, disse ele a repórteres.

Pompeo, que chegou a Seul para conversar com autoridades sul-coreanas e japonesas, também se queixou de que a declaração da cúpula assinada por Trump e Kim era vaga e não conseguiu garantir um compromisso explícito de Pyongyang com uma verificação intrusiva.

Continua depois da publicidade

A promessa da Coreia do Norte de trabalhar para a “completa desnuclearização” da península norte-coreana, afirmou Pompeo, equivale ao compromisso de Pyongyang de aceitar que a eliminação de suas armas e forças nucleares seja irreversível e verificável, embora nenhuma dessas palavras estejam na declaração conjunta.

No início de quarta-feira, Trump disse que sua cúpula em Cingapura com o líder da Coreia do Norte trouxe um fim à ameaça nuclear do país, mesmo que não houvesse um acordo firme sobre uma desnuclearização completa e verificável. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade