SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Na última reunião de diretoria de 2017, nesta quarta-feira (6), em Paris, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou que o GP do Brasil está confirmado no calendário da Fórmula 1 para 2018 —será no dia 11 de novembro, em São Paulo.

No entanto, a entidade exigiu procedimentos mais eficientes de segurança em Interlagos após os delitos registrados no entorno do autódromo na semana do GP deste ano, em novembro.

A FIA solicitou à Liberty Media, detentora dos direitos comerciais da Fórmula 1, e aos organizadores do GP do Brasil um relatório detalhado a respeito das ocorrências em Interlagos que forçaram a Pirelli a cancelar duas sessões de treinos livres que realizariam no local.

Funcionários da empresa italiana, que fornece os pneus da F1, sofreram uma tentativa de assalto horas após o termino da corrida. Nos dias anteriores, integrantes da equipe Mercedes tiveram celulares e outros pertencem furtados após bandidos armados os abordarem. Membros da FIA e da Sauber conseguiram se safar de ações criminosas na saída de Interlagos.

A FIA exigiu que um especialista em segurança seja contratado para oferecer alternativas à insegurança no local. Um posto policial deverá ser montado na semana do GP para dar suporte aos envolvidos. "O Conselho Mundial recomendou fortemente que os promotores implementassem essas recomendações e melhorassem a situação. A FIA irá se oferecer para discutir com as autoridades locais e monitorar de perto a situação", diz o comunicado emitido pela entidade.

A temporada de 2018 da Fórmula 1 terá início em 25 de março, em Melbourne, na Austrália.
loading...

Participe e comente