Desde a semana passada, as Secretarias de Meio Ambiente e de Obras de Guaçuí deram início a uma parceria com a Polícia Militar Ambiental, visando fiscalizar e coibir o despejo irregular de entulhos que foi constatado em alguns pontos do município. A iniciativa se deu, depois do recebimento de denúncias anônimas encaminhadas para as secretarias e á própria Polícia Militar Ambiental.

Diante das denúncias, as secretarias entraram em contato com os policiais, trocando informações, intensificando as fiscalizações, mapeando os pontos de descarte irregular, bem como sendo lavrados boletins de ocorrência acompanhados de relatório fotográfico.

Segundo a Secretaria de Obras, a maioria dos casos foi registrada próximo à estrada que dá acesso a Cachoeira da Tremedeira, com descarte de rejeitos de construção civil, como concreto, tijolos, cimento, pisos, além de papeis, madeira, gesso, ferro e plástico. As denúncias dão conta que pessoas aproveitam os finais de semana e o período noturno para depositar entulho e lixo até em áreas de preservação.

O comandante da Polícia Ambiental, subtenente Márcio Alves Fernandes, disse que, na próxima semana, a corporação fará contato com todos os trabalhadores que recolhem entulho, visando orientá-los a respeito das leis ambientais, uma vez que tem crescido as denúncias de entulhos e lixos jogados em área de preservação permanente e também em lugares inapropriados. Disse ainda que será criado um cadastro com a identificação desses trabalhadores e feito um documento onde cada trabalhador deverá assiná-lo dando ciência que recebeu orientações sobre a legislação. “Essas ações visam educar e coibir a degradação de nossos recursos hídricos, bem como preservar nossas estradas rurais que estão sendo utilizadas como lixão”, concluiu o comandante.

 

Foto: PMG/Leo Ola

loading...

Participe e comente