A Secretaria Municipal de Saúde de Venda Nova do Imigrante registrou no final de semana o primeiro caso de morte por suspeita de febre amarela. O idoso, de 68 anos, que residia na comunidade de Vargem Grande, tinha contraindicações à vacina e foi orientada a usar repelentes. Em todo o Espírito Santo foram confirmadas 31 mortes pela doença até a última sexta-feira (17).

Segundo a prefeitura, o idoso não foi vacinado por alegar problemas crônicos, situação em que a imunização não pode ser feita por determinação do Ministério da Saúde.

“A Secretaria vai rever todos os casos de pessoas que não podem ser vacinadas para tentar imunizar 100% da população. Os moradores estão sendo convocados a procurar suas unidades de saúde”, disse o Município em nota.

O caso foi o primeiro em mais de dois meses de mobilização contra a doença em Venda Nova. Atualmente, 92% da população vendanovense está imunizada. Amostras já foram enviadas para análise e o resultado confirmando ou afastando a hipótese de febre amarela deve ser divulgado em até 30 dias.

Doença não chegou à área urbana

Todos os casos da doença registrados, tanto em macacos como este suspeito em um ser humano, são referentes à febre amarela silvestre. A doença não chegou ao centro urbano do município e a secretaria trabalha para evitar que isso aconteça.

Uma das medidas de prevenção é o carro fumacê, que já dispersa inseticida para combater vários tipos de mosquitos, dentre eles o Aedes Aegypti, transmissor da febre amarela na área urbana.

Mortes em todo ES

Este ano, até sexta-feira (17), a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) recebeu 306 notificações de suspeita de febre amarela. Sessenta notificações foram descartadas. Do total de 246 casos, 102 foram confirmados para febre amarela silvestre, sendo que 31 casos evoluíram para óbito – Muniz Freire (5), Brejetuba (4), Colatina (3), Irupi (3), Ibatiba (2), Itarana (2), Laranja da Terra (2), Pancas (2), Afonso Cláudio (2), Conceição do Castelo (2), São Roque do Canaã (1), Domingos Martins (1), Santa Maria de Jetibá (1) e Aracruz (1).

Os 102 casos confirmados são dos prováveis municípios de infecção: Ibatiba (19), Colatina (15), Brejetuba (9), Conceição do Castelo (7), Muniz Freire (7), Baixo Guandu (4), Pancas (5), Laranja da Terra (5), Itarana (4), Afonso Cláudio (4), Castelo (3), Irupi (3), São Roque do Canaã (3), Itaguaçu (2), Domingos Martins (2), Iúna (1), Marilândia (1), Cachoeiro de Itapemirim (1), Fundão (1), Ibiraçu (1), Aracruz (01), Serra (1), Santa Leopoldina (1), Santa Maria de Jetibá (1) e Ibitirama (1). Com isso, há 144 casos em investigação com quadro indicativo também de leptospirose, febre maculosa, dengue e outras doenças com sintomas semelhantes.


loading...

Participe e comente