A suspensão do transporte público gratuito em Venda Nova do Imigrante, cidade da Região Serrana, causou descontentamento aos usuários do sistema. Moradores foram surpreendidos há duas semanas com o término do serviço que estava em operação desde o início de 2014, registrando uma média de 100 usuários por dia.

A estudante Natyelle Guarnier, 26 anos, usava a linha frequentemente para se locomover com os filhos e conta da dificuldade de fazer o mesmo trajeto sem o transporte público. “Sem essa linha de ônibus fica bem mais difícil a locomoção até o Centro de Venda Nova. Fica inviável morar e trabalhar nos bairros mais distantes. Eu me senti muito prejudicada pois fica impossível caminhar essa distância com as minhas crianças”, afirma.

Ainda segundo Natyelle, sua mãe, Elizete Miguel da Silva, 44, moradora do bairro Santo Antônio da Serra, também usava o transporte para ir ao trabalho na sede da cidade, e nos últimos dias tem feito o percurso, de aproximadamente três quilômetros, a pé.

Por meio de sua assessoria, o atual prefeito, Braz Delpupo, informou que o serviço foi suspenso no fim do ano passado para avaliar a relevância do projeto, uma vez que os resultados do experimento não foram apresentados à nova administração.

Ainda de acordo com Delpupo, a atual gestão vai realizar um estudo com o objetivo de verificar o fluxo de usuários que necessitam do transporte. “Havendo demanda, a prefeitura poderá licitar a prestação desse serviço junto à empresa privada. Porém, devido à grave crise econômica atual, não temos condições de manter gratuito o transporte coletivo urbano”, declara.

loading...

Participe e comente