Marcos Freire
Nacional

 

ROSE DE FREITAS FALOU COM EXCLUSIVIDADE COM ESTE JORNAL E COLOCOU QUE CASUÍSMOS POLÍTICOS NÃO SÃO BONS PARA O BRASIL

 

No sábado, a senadora Rose de Freitas (PMDB) participou da convenção de seu partido, em Ibatiba, que elegeu a nova Comissão Executiva do município e realizou a filiação de vários membros do partido, entre eles, o ex-prefeito Lindon Jonhson, que retornou para a sigla. Além de festejar a nova filiação, o colocando como potencial candidato a prefeito de Ibatiba, a senadora concedeu entrevista exclusiva a este jornal, para falar sobre conjuntura nacional e as crises que afetam o país.

 

Falando sobre crises, a senadora afirmou que a crise econômica é mais grave do que a crise política. “Nós já passamos por muitas crises econômicas, mas nunca havia sido junto com uma crise política, o que coloca o país numa situação muito difícil, mas nós temos que trabalhar”, destacou. “O Brasil não é a Bolívia, não é o Uruguai, não é a Argentina. Essa queda abruta da receita vai provocar um desajuste total”, pontuou, mas disse que não está desanimada.

 

“O Senado não fará o mesmo que a Câmara”

 

A senadora Rose de Freitas afirmou que todos os setores da sociedade – produtivos e políticos – têm que combater a crise juntos. “Quem achar que o país saí dessa crise, só com um lado trabalhando, está enganado, porque só preocupação não remove pedras e montanhas, e a classe política precisa assumir a responsabilidade de tirar o país dessa situação”, completou.

 

Sobre comentários feitos pelo presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), quanto à senadora, na imprensa nacional, Rose de Freitas disse que não vê as afirmações como críticas e que o problema é o fato de que a Câmara não vota as contas de presidentes da República há 25 anos, desde Fernando Collor. “Eu assumi a presidência da Comissão e coloquei o trabalho em dia, mas ele quer manter o controle na Câmara, mas é matéria do Congresso Nacional”, enfatizou, se referindo ao fato de Eduardo Cunha estar tentando votar as contas apenas na Câmara dos Deputados, sem precisar ir para o Senado, o que seria inconstitucional, de acordo com Rose.

 

Para a senadora, esses casuísmos políticos são ruins, mas disse que não vai fazer do assunto uma crise a mais dentro do processo. “Eu fui constituinte e não vou desrespeitar o que eu escrevi”, disse. Rose de Freitas colocou que, quando Eduardo Cunha era líder do partido e o presidente da Câmara também era do PMDB, ele não pediu por votação de contas e, agora, quer chegar rapidamente no processo da Dilma, para buscar “um complicador político”. “Mas vai ser pelo processo legítimo, porque qualquer coisa fora disso é abuso de autoridade”, exclamou.

 

Rose de Freitas, em ressonância ao discurso de outros senadores, que têm pedido bom senso, para que não se tome a posição que vem sendo tomada na Câmara, disse que o Senado terá uma posição de equilíbrio. “O Senado não fará o mesmo que a Câmara. Já nos reunimos várias vezes para tratar sobre isso”, afirmou e disparou: “Aqui entre nós, o Eduardo (Cunha) é o terceiro homem da República, e está usando de sua posição para poder excluir as parcelas de poder que ainda existem para ele chegar à Presidência”.

 

“Para mim, Presidência da República é no voto e se a pessoa que estiver lá não merecer nossa confiança, podemos fazer o mesmo que fizemos com o Collor. Vamos tirar a pessoa de lá, seja Dilma, seja Michel, seja quem for, mas tudo pela via democrática. Não pense que fazer uma ruptura, com características de golpe, de casuísmo eleitoral será bom para o Brasil. Isso vai mostrar um despreparo institucional para o resto do mundo. Precisamos estar bem economicamente, bem moralmente e democraticamente, e a responsabilidade de tudo isso recai sobre todos nós, brasileiros, usando de sensatez dentro das instituições. Para isso, eu fui eleita, foi eleito o Eduardo, foi eleito Renan, o Aécio. Então, agora, eu não vou contribuir para essa discussão que ele quer ter (Eduardo Cunha) de jeito nenhum, para mim vale o que está na lei, no judicial”, finalizou.

loading...

Participe e comente