SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O FMI (Fundo Monetário Internacional) acompanhará a turbulência política em curso no Brasil para decidir se vai mudar suas perspectivas para a maior economia da América Latina, disse nesta sexta-feira (19) o chefe do Departamento de Hemisfério Ocidental do FMI, Alejandro Werner.

O STF autorizou abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer em consequência da denúncia de que Temer teria dado aval ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, para manter pagamentos ao ex-deputado Eduardo Cunha em troca de silêncio sobre denúncias contra o governo.
loading...

Participe e comente