O vereador Elio Carlos Miranda o “Carlinhos Miranda” (PDT), disse nesta terça-feira (16), em entrevista ao Aqui Notícias, que funcionários estão tendo que fazer “vaquinha” para comprar gás de cozinha em escolas municipais de Cachoeiro de Itapemirim.

O parlamentar afirmou que visitou algumas escolas, dentre elas a Supercreche do bairro Aeroporto, onde o problema foi relatado por funcionários.

“Os funcionários estão se virando como pode e fazendo vaquinha para comprar o gás de cozinha que só dá para a primeira quinzena de cada mês nas escolas municipais. Recebi informações extraoficias de que a empresa contratada pela prefeitura não estaria conseguindo cumprir o contrato por passar por dificuldades financeiras. Por esse motivo estou enviado ao Executivo um pedido de informação para que eles possam explicar o real motivo do problema”, disse o vereador.

Apesar das afirmações do parlamentar, a Secretaria Municipal de Educação afirmou que as informações não procedem e que a vigência do contrato com a empresa que fornecia as botijas de gás terminou em dezembro de 2016.

“Desde o início deste ano, as escolas foram orientadas a fazer a aquisição do gás de cozinha com os recursos recebidos por meio do programa municipal “Dinheiro Direto na Escola”, que servem também para custear despesas com material de consumo”, disse a prefeitura em nota.

 

 

loading...

Participe e comente