A prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim vai integrar seus setores de fiscalização para fortalecer o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika vírus e da febre chikungunya. A medida será inserida no plano municipal de contingência que trata do enfrentamento dessas doenças, pelo novo grupo técnico responsável pela aplicação das ações previstas no documento. 

Coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde, o grupo agora conta também com representantes das secretarias de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano, Serviços Urbanos e Defesa Social. Os novos membros se reuniram pela primeira vez na última sexta-feira (6). 

Um dos objetivos da reformulação é fortalecer as ações de prevenção e controle das doenças a partir da interação entre as equipes de fiscalização de Posturas, Obras, Meio Ambiente e Vigilância Sanitária.

“Acreditamos que o trabalho feito conjuntamente por essas áreas pode ter um alcance maior e resultados muito melhores para o município. Poderemos, por exemplo, tornar mais eficiente a fiscalização em terrenos baldios, construções e até residências fechadas”, avalia o secretário de Saúde de Cachoeiro, Luiz Carlos Bindaco.

Outras medidas propostas pelo grupo são a revisão da legislação que disciplina as penalidades para controle de vetores; a integração entre os agentes de endemias e agentes comunitários de saúde; campanhas educativas envolvendo as comunidades, escolas e igrejas; e ações pontuais nas áreas com índice de infestação elevados.

“Estamos programando, ainda para este mês, um dia D de combate ao mosquito, com mutirão de limpeza e trabalho de conscientização em bairros com maior infestação”, antecipa Bindaco.

loading...

Participe e comente