Blog do João Moraes

Tambor

22/04/2017 00:00:00

João Moraes

A manhã começou plena de heresia. Indo de Vitória para Vargem Alegre, em São Vicente, distrito de Cachoeiro e parar para fazer um lanche, pedi um pastel de carne ao invés do sagrado sanduíche de pernil com molho de manteiga e limão, quebrando a ortodoxia litúrgica daquelas paragens a não ser pelo fato do bar ostentar paredes e paredes de chaveiros pendurados; indicativo de muito respeito pelas tradições de Iconha. Subi por Vargem Alta. Lá as pessoas andam com um Prestobarba no bolso para o caso...

Leia Mais

Na Feira

20/04/2017 00:00:00

João Moraes

É três reais a bandeja; duas bandeja sai por cinco. E aproveita que é só agora. Depois que acabar, não vendo mais. - A sinhora vai querer o carreto? Se quiser eu levo a bolsa pra sinhora, o gordão tá cansado. E eu, na qualidade de gordão cansado, segundo o menino da feira, afirmei rápido que ainda aguentava levar uma melancia na sacola de pano, se fosse o caso. Acharam que o menino fora deseducado comigo, mas eu ri por sua inocência e crueldade naturais. Joelhos e pés pendurados por barbantes...

Leia Mais

Como Assim.

20/04/2017 00:00:00

João Moraes

Sim, comer é uma arte! Mas qual arte? Lembro bem da expressão “menino arteiro” para apontar crianças brincalhonas e bagunceiras. Pois penso que é dessa arte que a comida deva se construir; e aí prefiro dizer: sim, comer é uma brincadeira! A comida pode ser um jogo planejado que começa numa feira colorida e perfumada onde senhoras enérgicas e homens litúrgicos, além de outros incautos, brandem o frenesi de alfaces americanas e contestam o frescor de tomates e peixes; escarafunchando suas guelras...

Leia Mais

Lambaris e Piabas

20/04/2017 00:00:00

João Moraes

Aquele homem sabe muito mais que eu. Ele escreveu diariamente por 60 anos. Ensinou belezas que só olhos quietos podem ver e corações pacificados sentir. Num mundo de angustias e melancolias, caminhou na velocidade dos córregos, por várzeas apinhadas de coleiros e tizis; vez por outra chacoalhadas por casais de lontras ou solitários frangos d’água. Aquele homem sabe muito mais que eu. As mulheres habitam as páginas de sua dedicação diária, resvalando por entre as poucas vírgulas e quase nenhum a...

Leia Mais

O Bote II

17/04/2017 00:00:00

João Moraes

Depois do roubo e deixar o flutuante à beira do barranco, subimos a escada de minha casa às gargalhadas e, como sempre fazíamos, fomos até a cozinha preparar um bom mexido de ovos, arroz, feijão, lingüiça, tomates e cebola. Se eu fizer isso hoje terei pesadelos a noite inteira, correndo o risco de ver em meus delírios o lendário Zé José vestido de Robin, gritando bêbado na janela: Morcego desgraçado, onde estão minhas pantufas! Para não ter essa visão do inferno, eu não como nada antes de dormir...

Leia Mais

Você já foi a Bahia?

06/04/2017 08:00:00

João Moraes

Esses dias tomando uma cerveja com meu amigo Charles Reis algumas fichas caíram. Caíram e fizeram barulho. Charles, sujeito dos mais perspicazes dos que tenho em conta, esteve recentemente em Salvador e me trouxe de lá umas sacadas que eu ainda não tinha mirado. Ele é de Linhares e, como todo bom linharense, é muito atento ao tamanho e dimensão das coisas. Esteve pelos vários dos ícones baianos, entre eles a Lagoa do Abaeté, Praia de Itapoã, Pelourinho e a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. Camin...

Leia Mais

Engarrafamento

31/03/2017 00:00:00

João Moraes

Não sou economista, nem entendo bem os processos interligados dos reféns do onipresente mercado. Mas tenho memória e lembro bem da loucura inflacionária dos anos 80. Muitas vezes os preços eram remarcados duas vezes em um mesmo dia. Fazer compras exigia um grande exercício de pressa e pesquisa. Um inferno que queimava os caraminguás dos assalariados e corroia a sociedade como uma aparente goiaba viçosa por fora pode estar completamente bichada por dentro. “Laranja madura, na beira da estrada, ou...

Leia Mais

Na rua, na Chuva, na floresta

30/03/2017 08:00:00

João Moraes

No fim de 2010, atendendo convite do Adolfo Oleari, fui a Linhares dar uma palestra no IFES sobre diferenças de costumes e culturas, tomando como base um documentário que filmei na Amazônia setentrional na região do rio Demini, numa aldeia Yanomami. Já contei essa história, mas das lembranças e aprendizado sempre ficam pedaços que vamos usando e comparando. E nem é preciso ir tão longe para uma viagem valer a pena. Lá em Linhares conheci pessoas que me enriqueceram a alma e ainda por cima me le...

Leia Mais

O Papo é Gato

30/03/2017 00:00:00

João Moraes

O samba sacudia a toda. Já havia um tempo as geladas desciam goela abaixo e o feijão tropeiro com generosas porções de carne era tragado sem piedade pela rapaziada que compareceu ao aniversário de 70 anos do sambista Edson Papo Furado.  Entre os muitos que lá foram para comemorar junto dele, estava eu, domingo à tarde, cheio de alegria. Já tinha parabenizado Papo pela maioridade, em minha opinião, só atingida quando se chega aos 70. Alvimar, do lado, falou que Papo já era de maior há muito temp...

Leia Mais

Pesos, medidas e direções

28/03/2017 00:00:00

João Moraes

Eu não vou tomar esse tantão todo não. Mas a ameaçadora colher de sopa com o caldo amarelado de óleo de fígado de bacalhau teimava em se aproximar, sustentada pelas mãos de minha mãe, em direção à minha boca. O impasse estava formado, a colher não arredava e eu não abria a boca. Ficou nisso até que uma moça que trabalhava lá em casa deu uma dica que até hoje uso em determinadas ocasiões. - toma da uma veizada só. Toma de uma veizada só que o gosto acaba num instantin.Achei razoável e, como não h...

Leia Mais

GALERIAS DE IMAGENS