O 11º Simpósio Estadual do Café e VIII Feira de Insumos, com o tema “Café com Sustentabilidade”, começou nesta terça-feira (26), em Vitória. O evento – que vai até quinta-feira (28) – destaca-se por receber produtores de vários municípios capixabas, pesquisadores e dirigentes de instituições públicas e privadas ligadas à cafeicultura local e nacional.

O encontro acontece duas vezes por ano – no Palácio do Café – é realizado pelo Centro de Comércio de Café de Vitória (CCCV) e coordenado pelo Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf) em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O governador em exercício Cesar Colnago participou da abertura do evento e ressaltou a importância do café para o Estado. "O Espírito Santo enfrentou e venceu um desafio importante na produção de café. A teimosia e a persistência dos cafeicultores resultaram na evolução da qualidade. O sucesso do café capixaba é consequência da união de esforços de toda a cadeia produtiva, da pesquisa, da inovação e da dedicação de todos que trabalham pela cafeicultura".

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, reforçou que ficou impressionado com alguns dos avanços da atual gestão. Ele destacou o aumento na construção de barragens. “Também quero destacar o ‘Edital de Pesquisa Agropecuária’, que ressalta o desenvolvimento de inovações no setor”.

O presidente da CCCV, Jorge Luiz Nicchio, iniciou as apresentações lembrou que objetivo do evento é discutir além das questões de mercado e da competitividade do café brasileiro, lembrando que os agricultores são os grandes protagonistas do sucesso da cadeia produtiva em questão. “Esse é um evento feito para aproximar os exportadores dos produtores e abrir novas oportunidades”.

Para Mauro Rossoni Junior, o diretor técnico do Incaper, o trabalho que o Cetcaf faz, além de ser referência estadual, complementa as atividades de extensão rural e pesquisa do Incaper. “Aqui nós reunimos toda a cadeia produtiva, de modo que nós conseguimos nos abraçar e nos comunicar em plena sintonia, afim de elevar o desenvolvimento da cafeicultura capixaba”, disse.

De acordo com o pesquisador do Incaper e coordenador do Programa de Cafeicultura do Incaper, Romário Gava Ferrão, o Espírito Santo se destaca por estar bem amparado pela ciência e pela tecnologia para o arábica e para o conilon, mesmo em meio as dificuldades. “A cafeicultura passa por processos dinâmicos e contínuos, com o foco no desenvolvimento de transferência de tecnologia que promovem maior segurança para os produtores rurais. Para isso, temos hoje um portfólio com mais de 50 projetos de pesquisa, envolvendo parceiros, levando mais conhecimento e reforçando a sustentabilidade da cafeicultura capixaba”.

Saiba mais

Esta edição do Simpósio, pretende discutir a importação de café a sua realidade produtiva, com foco na competitividade do solúvel brasileiro. Também vai dar destaque para a comercialização de micro lotes de cafés especiais, além de um painel específico sobre Tecnologia e Conjuntura.

O Simpósio Estadual do Café é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), do Centro do Comércio de Café de Vitória (CCCV), do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), do Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf) e demais parceiros.

loading...

Participe e comente