O Incaper está desenvolvendo uma pesquisa para analisar a dinâmica da água da chuva e as condições de umidade do solo em lavouras de café sombreado. O projeto, denominado “Estudo das condições ambientais em sistemas de produção agroecológicos”, consiste em analisar e comparar a dinâmica da água da chuva, as condições de umidade do solo e as variações microclimáticas em café sombreado e em plantios de café a pleno sol.

“Na presença das árvores, ocorre a redistribuição da água da chuva: uma parte passa pelos ramos, outra parte escorre pelos troncos e outra parte evapora da superfície das folhas da copa das árvores e nunca chega ao solo. Em ambientes onde chove pouco, toda água é muito importante para os cultivos e por isso queremos estimar e comparar a perda de água por evaporação pela copa das diferentes espécies”, explica a bióloga Maria da Penha Padovan, coordenadora do estudo.

Para isso, foram instalados 112 pluviômetros e coletores nos troncos das árvores que serão monitorados durante um ano nas parcelas de café com gliricídia, banana e ingá. As estações climáticas automáticas instaladas nas parcelas com árvores e em pleno sol vão permitir a comparação das variações na temperatura, umidade do ar, direção e velocidade do vento e radiação solar sob as diferentes espécies de árvores de sombra e em pleno sol. “Sabemos que esses fatores vão influenciar diretamente no desenvolvimento e na produtividade das plantas”, diz Maria da Penha.

Os resultados desse estudo, instalado na Fazenda do Incaper em Pacotuba, Cachoeiro de Itapemirim, poderão contribuir para a definição de arranjos produtivos, de características preferenciais das espécies para compor Sistemas Agroflorestais (SAF’s) de café Conilon e indicação de práticas de manejo, como a poda, por exemplo, visando maximizar a produção com mínima perda de água.

 

loading...

Participe e comente